ROMEU E JULIETA: Resumo e crítica.

Escrita por William Shakespeare cerca do ano de 1595, “Romeu e Julieta” possui a história fundamentada em uma novela de um século antes que fora extraída de um conto medieval. Shakespeare elaborou o enredo que atualmente é considerado “a mais bela história de amor de todos os tempos”. A obra narra todas as desventuras de dois adolescentes cuja morte acaba unindo as duas famílias que estavam em conflito. O enredo aborda o enorme inconformismo juvenil, em que nem os próprios personagens se entendem. Os jovens precisam seguir regras que não estão de acordo, decidem ir contra a maré e contestar a tudo. A história se passa em Verona e tem como protagonistas Romeu Montecchio e Julieta Capuleto. Ao ler algumas obras de Shakespeare, podemos ter certeza que Romeu e Julieta não trata apenas de uma história de amor.

Ler mais

O fim em doses homeopáticas: Resenha e poemas.

“O fim em doses homeopáticas” conta a história de um relacionamento com data e hora marcada. Após o enorme sucesso de seus dois volumes de Textos Cruéis Demais Para Serem Lidos Rapidamente, Igor Pires ainda consegue forças para retornar em mais uma coletânea de seus textos poéticos. Então, neste terceiro lançamento, a obra aborda sobre as complexas e divergentes fases que percorrem os relacionamentos: começo, meio, desenlance e o após. Em suma, ao todo ele fora dividido em quatro partes, O fim em doses homeopáticas explora de modo sensível o inevitável e doloroso desfecho.

Ler mais

Simone de Beauvoir: Segundo Sexo – Resumo e frases.

Durante todo o surgimento da sociedade, discutiu-se o que seria uma mulher: uns dizem ser todas as que têm um útero, outros, que apenas um útero não torna uma fêmea a magnífica mulher. Desta forma, Simone de Beauvoir inicia uma de suas obras mais famosas: O Segundo Sexo.

Ler mais

DOSTOIÉVSKI – Análises e obras digitais. (PDF)

O realismo psicológico é a descrição dos traços de personalidade dos personagens, destacando-se seus pensamentos mais íntimos. Portanto, muitas vezes os conflitos e dramas mentais desenvolvem-se para situarem-se as relações humanas. Deste modo, surgiu o grande escritor literário conhecido como Dostoiévski. Mergulhar na psique de um personagem ocasionou ao afastamento do romantismo da época, dando origem a uma nova literatura.

Ler mais

Melanie Martinez: Terror em tom de ninar.

É curioso ver como o público consumidor de Melanie tem uma enorme parcela de adolescentes (e até crianças), o que é assustador: sua arte, definitivamente, não é destinada para plateias tão novas. A justificação é que cada dia mais as crianças e adolescentes presenciam situação submersas e indesejáveis: a depressão, pedofilia, ansiedade e muitos outros.

Ler mais

Platão: Pensamentos, obras, frases.

O filósofo cria em um de seu mais famosos livros, uma cidade: Inicia uma aprofundação em termos políticos e formas de governo. Como surgem as democracias? O que sente um tirano? Platão realiza sua busca pelo ideal, justificando e definindo o que é virtude e justiça, como seria um lugar feliz e que se suporta em unidade.

Ler mais

FREUD: O inconsciente determina o comportamento.

As ideias de Freud conseguiram se disseminar pela Europa e Estados Unidos, atraindo um enorme número de pessoas e grupos psicanalistas. Contudo, terapeutas famosas como Melanie Klein e Karen Horney se afastam completamente de suas ideias. Muitos especialistas desenvolveram suas ideias sobre as de Freud: Jung formula uma teoria de inconsciência coletiva enquanto Erik Erikson desenvolve-se através de um modo humanista. Apesar disso, em 1895 Sigmunt e Josef Breuer publicam seus estudos sobre a histeria.

Ler mais

Queda de Constantinopla: Consequências e resumo.

Em 1453, os turcos otomanos atacaram e tomaram a cidade de Constantinopla, a capital do Império Bizantino. A perda do império situado no Mediterrâneo foi um profundo choque para o povo cristão. Existem relatos de sobreviventes e que testemunharam visualmente a queda da cidade, Nocolò Barbaro é um deles: “O sangue escorreu como chuva nos esgotos depois de um ataque repentino.”

Ler mais

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA: características, principais revoltas.

República Velha é a denominação dada ao início da República brasileira. Esta, se estendeu desde a Proclamação da República em 15 de novembro de 1889 até a Revolução de 1930, liderada por Getúlio Vargas. Quer saber mais como ocorreu?

Ler mais